Aumentar fonte  Diminuir fonte  Indicar esta página  Imprimir esta página
Filosofia da Educação 1

Downloads  Downloads
 
Download do arquivo
Planejamento
Download do arquivo
Seminário

Avisos

Ementa

A disciplina explicará, por meio de um fio condutor baseado na história, a origem grega da proposta educacional fundada na concepção de homem omnilateral e a sua ulterior trajetória no contexto da chamada Civilização Ocidental até o advento da Época Moderna. Além disso, dispensará atenção particular à antinomia que se estabeleceu, a partir do século I d. C. , entre a Paidéia grega e a Paidéia em Cristo e como a primeira foi destruída pela segunda.

Objetivos:

 

- Conceituar a Filosofia da Educação como fundamentos teóricos e críticos dos conhecimentos e das práticas pedagógicas produzidas pela civilização ocidental da Grécia antiga ao iluminismo;

 Explicar os Fundamentos Filosóficos da Educação por meio das obras clássicas geradas no âmbito da civilização ocidental.

Cronograma

Unidade 1 – Introdução a Filosofia da Educação:

12/8 – Apresentação do Programa da Disciplina / introdução à filosofia.

19/8 – O que é filosofia? DELEUZE, Gilles e GUATTARI, Félix. O que é filosofia? São Paulo: editora 34, 2004, pp 9-21.

26/8 – Contribuições da filosofia para a educação. VON ZUBEN, Newton Aquiles. Filosofia e Educação. Revista Em Aberto. Brasília, ano 9. n 45. jan mar. 1990, pp 11 a 18.

Unidade 2 – A Filosofia da educação na Paidéia Grega:

02/9 – O lugar dos gregos na história da educação. JAEGER, Werner. Paidéia: a formação do homem grego. 2ª ed. Tradução: Artur M. Parreira. São Paulo: Livraria Martins Fontes, 1994, pp. 03-20.

09/09 – Sócrates. SILVA, José Lourenço da. O que Sócrates Ensinava? in MARTINS, M. F.; PEREIRA, A. dos Reis. Filosofia e Educação: ensaio sobre autores clássicos. São Carlos: EDUFSCar, 2014, pp. 17-32

16/09 – Sócrates e os Sofistas. PLATÂO. Diálogos: Mênon, Banquete e Fedro. Rio de Janeiro: Ediouro, 1999, pp. 44-74.

23/9 – Platão. PLATÃO. A república. 5ª ed. Tradução: Maria Helena da Rocha Pereira. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1987, pp. 317-362.

30/9 – Aristóteles. ARISTÓTELES. Livro VIII. In: _____. Política. Tradução: Mário da Gama Kury. 2ª ed. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 1988. p. 267-285.

07/10 – Participação do professor na ANPED. Não haverá aula

14/10 – Avaliação

Unidade 3 – A Filosofia da Educação na Paidéia Cristã

21/10 – Santo Agostinho. ROSSATTO, Noeli Dutra. Agostinho Educador. in MARTINS, M. F.; PEREIRA, A. dos Reis. Filosofia e Educação: ensaio sobre autores clássicos. São Carlos: EDUFSCar, 2014, pp. 61-77.

28/10 – Santo Tomás de Aquino. ALBERTUNI, Carlos Alberto in MARTINS, M. F.; PEREIRA, A. dos Reis. Filosofia e Educação: ensaio sobre autores clássicos. São Carlos: EDUFSCar, 2014, pp. 79-93.

04/11 Feriado Municipal

Unidade 4 – A Filosofia da Educação no Humanismo

11/11 – Erasmo de Rotterdam. ROTTERDAM, Erasmo de. Elogio da Loucura. São Paulo: Martins Fontes, 2008. (livro todo)

18/11 – Professor participara de um evento científico. Não haverá aula

25/11 – Montaigne. MONTAIGNE, Michel de. Ensaios. São Paulo: Abril Cultural, 1972 (coleção os pensadores).

02/12 - Avaliação do curso

Procedimentos de avaliação

A avaliação dos alunos na disciplina deverá ser realizada processualmente, de acordo com os princípios da avaliação formativa. Os procedimentos serão os seguintes:

Avaliação escrita que terá como referência as unidades 1 e 2, Peso 4,0

Seminário. Peso 4,0

Síntese dos textos = Peso 2,0

Avaliação complementar:

O aluno que atingir entre 5,0 e 5,9 e que tenha o mínimo de 75% de frequência deverá realizar avaliação complementar de recuperação. Esta avaliação, escrita e individual, versará sobre todo o conteúdo trabalhado na disciplina e terá sua data e horário divulgados pela professora na primeira semana do semestre letivo subsequente, seguindo os prazos previstos na portaria GR n. 522/06.

 

Site criado com o sistema Easysite Acadêmico da eCliente.
ECLIENTE INFORMÁTICA